Carrinho de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

17/11/2020

Como escolher cadeiras para escritório

Foi-se o tempo que cadeira era apenas um móvel qualquer, onde as pessoas simplesmente se sentavam e ponto. Designers renomados espalharam pelo mundo modelos de cair o queixo.

 

Mas se você está em busca de cadeiras para escritório o processo de escolha deve ir muito além da estética. Que tal pensar em conforto e produtividade? Vários modelos foram desenvolvidos pensando justamente nisso.

 

Os preços variam bastante. Tudo vai depender da intensidade do trabalho e das horas de uso. Muitas? Então, vale a pena pagar um pouco mais.

 

Mesmo que opte por um modelo mais simples, e consequentemente barato, é importante considerar que, no ambiente de trabalho, há quesitos mínimos a serem atendidos.

 

 

 

 

O mínimo que se espera de cadeiras para escritório:

 

  • Giratórias
  • Encosto e assento separados
  • Regulagem da altura do assento
  • Regulagem do encosto (em ângulo de inclinação e altura)
  • Regulagem na altura dos braços
  • Base com cinco patas e rodízios

Esse é o mínimo que se espera de uma cadeira que será usada durante grande parte do dia em ambientes que exigem o máximo de concentração e produtividade. Para isso é preciso se sentir confortável. É aí que a escolha das cadeiras para escritório se tornam uma questão ergonômica.

 

A ergonomia é o estudo da relação do ser humano com o ambiente no qual ele se encontra. Imagina passar 1/3 do dia sentado numa cadeira pra lá de desconfortável? A relação pessoa-ambiente ficará desgastada, certo? Por isso, o ideal é que as cadeiras para escritório se adaptem ao biótipo de cada colaborador. Como? Se atentando à forma como cada parte do corpo deve ficar acomodada.

 

Seu corpo dita a escolha das cadeiras para escritório

 

Pés

 

Devem estar sempre apoiados no chão ou, dependendo da altura da pessoa, em um suporte. É importante que estejam posicionados em um ângulo de 90º em relação à tíbia, aquele osso longo que tem entre os pés e os joelhos.

 

Joelhos

 

Cuide bem dos seus. É importante que os joelhos fiquem relaxados e, pra isso, precisam estar dobrados em um ângulo de 90º em relação ao assento.

 

Coxas

 

Nada de dobrar aperna. As coxas devem estar alinhadas com o quadril, e a parte de trás, 100% acomodada sobre o assento para garantir estabilidade e conforto.

 

Quadril

 

Além de alinhado com a coxa, o quadril deve se encaixar num ângulo de 90º entre o encosto e o assento da cadeira.

 

Costas

 

Dizem que uma boa cadeira é aquela que te abraça pelas costas. Verdade! O ideal é que elas exerçam pressão sobre essa região do corpo, que precisa estar 100% do tempo apoiada. Daí a importância de ser um modelo com encosto reclinável e flexível, que proporcione leve movimentação para todos os lados – frente, trás, direita e esquerda.

 

Cotovelos

 

O ideal é que estejam sempre apoiados, seja no braço da cadeira ou na mesa, que deve ter altura condizente com essa parte do corpo.

 

Braços

 

Devem ficar na mesma altura do teclado, ou seja, em um ângulo de 180º em relação ao apoio. Isso evita esforço exagerado e repetitivo do punho.

 

 

Detalhes que passam despercebidos

 

Clima

 

Que tal dar uma olhadinha na previsão do tempo antes de escolher as cadeiras para escritório? Se a região for muito quente, como Goiânia, por exemplo, cadeiras estofadas em vinil devem ser evitadas. Esquentam tanto que você vai querer sair correndo do trabalho. O mesmo vale pra quem fica muito tempo sentado. O melhor é investir em produtos revestidos de tecido ou com encosto em tela esticada.

 

Piso

 

Já parou pra pensar no piso sobre o qual a cadeira vai deslizar? É isso que vai determinar o tipo de base das cadeiras para escritório. Sabe aquele piso lindo, de mármore ou madeira, que você limpa com o maior cuidado pra não arranhar? De nada vai adianta se as rodinhas da cadeira não forem revestidas de silicone ou Poliuretano (PU). Já carpetes e tapetes em geral aceitam um rodízio mais duro, feito de nylon puro, por exemplo.